Fique por dentro das novidades

Outubro Rosa: Mês de Prevenção ao Câncer de Mama

Mulheres lutando contra o câncer de mama no outubro rosa.

Outubro é um mês rosa, responsável pela conscientização e divulgação dos métodos prevenção e tratamentos do câncer de mama.

Por que outubro rosa?

O câncer de mama acomete principalmente mulheres, sendo presente em apenas 1% da população masculina.

A doença se dá pela multiplicação excessiva das células da mama, causando tumores, que tem grande potencial de desenvolvimento em outros lugares do corpo.

Alguns fatores de risco para a doença são a idade avançada, o excesso de peso e o histórico familiar.

Sintomas

  • Presença de nódulo único, endurecido e indolor na região das mamas;
  • Retração da pele ou mamilo;
  • Aumento e/ou deformidade da mama;
  • Vermelhidão da pele da região;
  • Gânglios exilares aumentados;
  • Presença de edemas;
  • Dor na região;
  • Presença de líquido nos mamilos.

Como prevenir

A visita ao médico geral ou ginecologista de maneira regular é de extrema importância para a saúde de todos, além de ajudar na prevenção de qualquer outra doença, por isso, visite seu médico e faça exames de rotina.

Quando falamos de câncer de mama, também falamos de atenção e de escuta sobre nosso próprio corpo. O autoexame, que deve ser realizado mensalmente é simples, rápido e eficaz, uma vez que 90% dos tumores são detectados pela própria paciente.

Para além do cuidado em relação as visitas clínicas, não podemos esquecer que a manutenção de uma alimentação nutritiva, da prática de exercícios e de uma rotina saudável também é uma grande aliada, não só do câncer de mama, mas de outras doenças.

Diagnóstico

O exame de imagem das mamas, a mamografia, é a forma mais indicada para detectar a presença de qualquer irregularidade nas mamas, podendo entregar um resultado precoce e auxiliando assim num tratamento mais rápido e eficaz.

Além disso, é possível perceber manifestações da doença através dos exames laboratoriais, sendo necessário para confirmação e informações detalhadas da lesão uma biópsia.

Tratamento

O tratamento pode variar de acordo com os fatores da doença, como o tipo de câncer, tempo, tamanho e local, mas as formas mais comuns são a quimioterapia, cirurgias, que podem englobar a retirada do tumor ou da mama como um todo (mastectomia) e a radioterapia.

Outubro é um mês rosa!

O câncer no começo pode não ser invasivo, ou seja, sem a possibilidade de se espalhar para outras regiões, gerando a metástase, porém, em sua fase inicial os sintomas são inexistentes ou sutis, por isso vá ao médico com regularidade, se observe e faça o autoexame, pois quanto mais rápido o diagnóstico, maiores as chances de cura!

Gostou do post? Então acompanhe nosso blog e Instagram e fique por dentro das novidades.

Ah, e não esqueça de conhecer o nosso projeto Driblando o Câncer, que possui ações realizadas em caráter social e gratuitas com a ajuda de parceiros.

Escrito por Ana Carolina Ferreira.

Veja mais